Como o Conforto Térmico Influencia na Produtividade

05.05.2020

 

Definição de Conforto Térmico
De acordo com A Sociedade Americana de Engenheiros de Aquecimento, Refrigeração e Ar Condicionado, ASHRAE, conforto térmico nada mais é do que “uma condição mental que expressa satisfação com as condições térmicas do ambiente que é avaliado de forma subjetiva pelo indivíduo”. Ou seja, pessoas que moram em diferentes lugares têm ideias de conforto térmico totalmente distintas, ou, pessoas no mesmo lugar, porém, com características diversas: idade, peso ou a vestimenta.


Por exemplo, quando vão ao cinema, muitas pessoas levam casacos por conta do ar condicionado e outras consideram a temperatura bastante agradável com as simples roupas que vestem. Então, é melhor ir dizendo que não podemos caracterizar conforto térmico com uma temperatura exata, afinal, cada organismo reage de uma maneira diferente.


E como sabemos que nosso corpo atingiu o estágio de conforto térmico? O organismo atinge esse estágio quando a temperatura corporal está estabilizada, isto é, o nosso corpo não irá recorrer à termorregulação. 


Por outro lado, conforto térmico é muito subjetivo, portanto, difícil de ser medido com exatidão. Depende não apenas da temperatura do ar, mas também da umidade, velocidade do ar em movimento, temperatura radiante (média à superfície dos elementos de um espaço) e elementos individuais, tais quais metabolismo e nível de vestimentas.


História da avaliação do conforto térmico
Pesquisa estática ou em câmaras climatizadas
O pesquisador dinamarquês Paul Ole Fanger realizou o estudo em câmaras climatizadas em 1970, método reconhecido popularmente como estático. No interior de um ambiente totalmente controlado pelo pesquisador, variáveis ambientais e individuais foram manipuladas até encontrar a melhor combinação entre elas.


Suas equações e métodos têm servido de base para importantes normas internacionais e bases de alguns cálculo analíticos de conforto térmico como PMV (Predicted Mean Vote) e PPD (Percentage of Dissatisfied). 


Contudo, há críticas. Os limites de conforto foram estabelecidos como universais, considerando apenas trocas físicas de calor entre corpo e ambiente e ignorando a resposta fisiológica do corpo para manutenção da própria temperatura interna.


Pesquisa de campo e abordagem adaptativa
Com o avanço de pesquisas, passaram essas pesquisas para situações reais do cotidiano e rotineiras, desde que o pesquisador não interfira nessas variáveis. O professor Michael Humphreys propôs o modelo adaptativo, supondo que um grupo de pessoas podem adaptar-se de maneira diferente em diferentes locais geográficos, como uma forma de ajuste corporal ao meio térmico.

 

Como disse Humphreys: “A temperatura de conforto não é uma constante, e sim varia de acordo com a estação e as temperaturas às quais as pessoas estão acostumadas” (1979). Aliás, por esse motivo, os valores adaptativos têm sido preferidos pelos pesquisadores.


Fatores que Interferem no Conforto Térmico


Temperatura do Ar
Nosso corpo está sempre realizando trocas térmicas com o ambiente, ou seja, de acordo com com a temperatura do ar pode receber ou perder calor. Quando temos uma temperatura do ar ambiente que é menor que a temperatura do corpo perde-se calor para o ambiente, quando temos um ar ambiente que é maior o corpo recebe o calor local.


Umidade Relativa do Ar
A umidade relativa do ar é razão quantidade de água presente no ar e a quantidade máxima que poderia existir na mesma temperatura (o limite de água que o ar absorveria). A umidade precisa ter um valor médio porque tanto ela alta quanto baixa são prejudiciais, enquanto a umidade alta pode causar doenças respiratórias e proliferação de microrganismos (como fungos que causam bolor ou mofo), a umidade baixa pode causar irritações na garganta e sangramento na garganta.


Ventilação do Ambiente
A ventilação do ambiente também interfere no conforto térmico porque ele funciona como um catalisador para o processo de troca de calor, logo, pode diminuir ou aumentar a troca. Quando ocorre um aumento na ventilação a evaporação também aumenta e a umidade do corpo também tende a sair mais rápido, caso diminua a ventilação, ocorre a reação contrária.


Incidência do Sol
A incidência do sol é responsável por um ganho de calor maior do ambiente, por isso tem influência nesse processo e de acordo com o ponto cardeal que ele incide, vai causar diferente interferência no ambiente.


Localização
A localização no ambiente interfere porque, por exemplo, pode ser um local em que algum fator altere como a corrente de ar ou quantidade de pessoas ali. Caso a corrente de ar esteja indo diretamente ao corpo, tende haver uma troca de calor maior, assim como uma concentração menor de pessoas numa localização também tende a possuir trocar de calor maior.


Outros fatores importantes

Outros fatores também têm influência nesse processo como, por exemplo, a vestimenta que, a depender da quantidade ou do material dificulta a troca de calor com o ambiente. Além disso, tem a atividade exercida a qual, a depender do esforço envolvido aumenta o calor produzido pelo corpo afetando a troca de calor. 


Relação entre o Conforto Térmico e a Produtividade Humana
E como o conforto térmico interfere diretamente na produtividade? O corpo reage de maneiras diferentes a temperaturas; em ambientes mais frios, o corpo mostra-se mais cansado e mais lento, provocando sono e lentidão ao receber estímulos. Já em ambientes mais quentes, causa desconforto e inquietude, o que atrapalha diretamente a concentração do indivíduo. Certamente, a concentração interfere na produtividade também.


Essa relação pode ser vista melhor através de alguns números disponíveis num compilado que utiliza como referência uma publicação da universidade da Pensilvânia e um relatório realizado pela NASA que permite uma análise melhor. Foi analisado alguns dos sintomas causados pelo stress provocado pelo calor e também a relação entre a temperatura, a produtividade e a frequência de erros.


A tabela abaixo mostra alguns sintomas do stress causado pelo calor para o intervalo de calor aparente (medida de como a umidade quando à altas temperaturas reduz a capacidade do corpo em manter-se frio):

Fonte: Reflexos do Excesso de Calor na Saúde, e na Redução da Produtividade 

 

Ou seja, a saúde pode ser extremamente prejudicada quando é exposta a altas temperaturas, além disso, existe uma queda de produtividade e uma probabilidade em aumentar a frequência de erros, como pode ser observado abaixo:

 

Fonte: Reflexos do Excesso de Calor na Saúde, e na Redução da Produtividade 

 

Isso significa que por exemplo, a uma temperatura 30ºC, a produtividade tende a cair em 20% enquanto a chance de erro aumenta em cerca de 75%, esses dados foram analisados pela NASA (report CR-1205-1) podendo ser muito prejudicial ao rendimento.

 

Ademais, o empregador dentro da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) é responsável de oferecer condições favoráveis aos trabalhadores e isso inclui o conforto térmico. Então, para uma melhor produtividade, necessita-se achar uma temperatura agradável que não atrapalhe o trabalhador, deixando-o mais agitado ou menos disposto para realização do trabalho.

 

Por que Realizar o Conforto Térmico na sua Residência

 

José Graziano da Silva, ex-diretor da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) e brasileiro, previu sobre os impactos da pandemia de Covid-19 na sociedade em depoimento à Revista Exame:

 

"Tanto a pandemia quanto o distanciamento social vão acelerar a tendência que já víamos nos últimos anos, de a pessoa se conectar virtualmente com todo mundo, mas se isolar individualmente também. Isso vai pautar uma nova forma de organização do trabalho e da produção. O trabalho deve ficar muito mais flexível, sem aquela lógica de bater ponto, o que implica muitas vezes em trabalhar muito mais."

 

"Futuramente, a tendência é que haja uma aceleração de trabalhos home-office e foco no mundo virtual, então conforto térmico residencial tende a ser uma solução para quem deseja manter a produtividade trabalhando em casa. Buscar por conforto não é luxo, é um direito de todos."

 

Considerando todos estes fatores positivos da climatização para o trabalho, gostaria de um projeto como esse para sua casa ou ambiente de trabalho? Conte com a TM Jr. para te ajudar!

 

 

Please reload

Destaque

Entenda os benefícios da metodologia TPM e como vai aumentar a produti...

15.05.2020

1/8
Please reload

Recentes

Please reload

Siga-nos

Postagens relacionadas:

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
Please reload

A TM Jr. desde 2007 atua na área de engenharia mecânica, com reconhecimento através de premiações e clientes satisfeitos.

Acompanhe nossas redes sociais:

© Copyright - TM Jr. 2020 

  • Conta do Facebook
  • Conta do Instagram
  • Conta do LinkedIn
  • Conta do Twitter