O que é uma Bomba Hidráulica e como ela funciona

20.12.2018

 

 

 

Bombas hidráulicas são dispositivos responsáveis por transmitir energia mecânica para locomover um fluido. Essa energia é normalmente gerada a partir de um eixo, uma haste ou de um outro fluido e transmitida por aumento de pressão, velocidade, elevação ou diferentes combinações das formas de energia.

 

De forma geral, o fluido utilizado na bomba hidráulica é um óleo fino que é bombeado para dento do sistema. Comparadas a outros tipos de bombas, elas apresentam uma baixa velocidade de rotação.

 

A grande maioria das bombas hidráulicas é acionada através de motores elétricos, mas existem ainda aquelas que são movidas a motores de combustão interna, motores hidráulicos ou a turbinas a vapor e a gás.

 

Essas bombas tem um amplo uso no ramo industrial, possuindo inúmeras aplicações, como: irrigação, abastecimento de água, gasolina e outros combustíveis, sistemas de condicionamento de ar, refrigeração e no deslocamento de produtos químicos.

 

Por conta da grande variedade de aplicação, as bombas possuem formas e tamanhos diversificados, para o manuseio de diferentes líquidos e misturas a diferentes pressões e vazões.

 

As bombas hidráulicas estão separadas em dois principais grupos: bombas de deslocamento positivo e bombas cinéticas.

 

Bombas de deslocamento positivo

 

As bombas de deslocamento positivo, ou bombas volumétricas, atuam separando um volume de fluido e aplicando uma força sobre este movendo-o para o bocal de descarga. As folgas internas desse tipo de bomba são bem apertadas, diminuindo a quantidade de líquido que circula dentro da mesma, e por isso seu fluxo é continuo e sem pulsações, quase não sendo afetado por diferenciais de pressão.

 

Existem três principais tipos de bombas de deslocamento positivo dentro da indústria, que são as bombas de: engrenagens, palhetas e parafusos.

 

 

Bombas de engrenagens

 

Este modelo de bomba hidráulica consiste em um par de engrenagens rotacionando dentro de um compartimento estreito. Alguns modelos possuem ainda engrenagens de dentes excêntricos externos que giram em volta dos dentes de uma engrenagem interna, e são conhecidos como ‘bombas de engrenagens externas’.

 

O óleo entra por um dos lados do compartimento e é transportado ao ponto de descarga, do lado oposto, através dos dentes das engrenagens. No centro dessas, os dentes se acoplam e não permitem o retorno do fluido, que circula pela área externa aos mesmos.

 

Embora algumas dessas bombas produzam altos ruídos, geralmente elas são muito eficientes.

 

 

 Bombas de palhetas

 

Essas bombas possuem um conjunto de palhetas – que são ajustáveis – montadas dentro de um compartimento fechado em um eixo excêntrico, que é perfurado radialmente para ajustar as palhetas.

 

As palhetas se movem dentro de uma caixa, mantendo-se ajustadas à mesma enquanto o eixo se move. Esse movimento gera uma força centrífuga que permite a manutenção de um contato estreito constante entre o compartimento e as palhetas, possuindo uma folga mínima.

 

O óleo se move ao redor do compartimento e é forçado pelas palhetas a sair no ponto de descarga.

 

As bombas hidráulicas de palhetas são caracterizadas com uma eficiência maior que as bombas de engrenagens.

 

 

Bombas de parafusos

 

Também chamadas de ‘bombas de cavidade progressiva’, as bombas de parafusos apresentam um par ou três engrenagens em espiral localizadas dentro de um cilindro fechado. Essas engrenagens proporcionam um movimento similar ao ‘Parafuso de Arquimedes’.

 

O óleo é colocado de um dos lados do cilindro e é forçado a se locomover ao longo do seu comprimento, passando entre as paredes do mesmo e os dentes das engrenagens.

 

As bombas de parafusos são silenciosas e são pulsação, sendo muito utilizadas para transporte de produtos com alta viscosidade.

 

 

 

Bombas Cinéticas

 

As bombas cinéticas transmitem energia hidrodinâmica ao fluido através de energia cinética de rotação, que é concedida através de palhetas movimentadas por um eixo que recebe energia mecânica. O fluido escoa continuamente pelo interior dos elementos da bomba.

 

Nesse tipo de bomba, a energia mecânica fornecida ao fluido pode ser transformada em energia de pressão ou em energia potencial. Elas podem transportar grandes volumes de líquido, porém são sensíveis à variação do fluxo, ou seja, a eficiência cai rapidamente ao elevar-se a pressão e a viscosidade.

 

A energia cedida ao fluido apresenta-se sob a forma de diferença de pressão entre a sucção e o recalque da bomba e é conhecida como altura manométrica total. Dessa forma, pode-se elevar, pressurizar ou transferir fluidos.

               

 

A TM Jr. trabalha com o gerenciamento de manutenção de bombas hidráulicas, em nosso serviço de Gerenciamento de Manutenção, e com a seleção de bombas e compressores no serviço de Sistemas Fluido Mecânicos. Entre já em contato conosco para tratar sobre as suas bombas!

Please reload

Destaque

Entenda os benefícios da metodologia TPM e como vai aumentar a produti...

15.05.2020

1/8
Please reload

Recentes

Please reload

Siga-nos

Postagens relacionadas:

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
Please reload

A TM Jr. desde 2007 atua na área de engenharia mecânica, com reconhecimento através de premiações e clientes satisfeitos.

Acompanhe nossas redes sociais:

© Copyright - TM Jr. 2020 

  • Conta do Facebook
  • Conta do Instagram
  • Conta do LinkedIn
  • Conta do Twitter